main

Conexão Gedore

Como escolher o carro com a melhor mecânica?

28 de março de 2016 — por Gedore - Marketing

Bons carros são seguros, rápidos, baratos para comprar, econômicos para rodar, confiáveis, espaçosos, confortáveis e atraentes. É muito difícil obter todas essas características em um carro só, pois cada uma delas entra em conflito com uma ou mais das outras. Segurança e rapidez, por exemplo, não são compatíveis. Mas um carro veloz e bem desenhado, faz com que a velocidade tenha também segurança, e deixa nas mãos do motorista o peso de ser um motorista responsável para que essa segurança não tenha que ser testada. Mas essa combinação de segurança e velocidade vai ter um preço alto

Carros com manutenção mais cara: luxo tem um preço
Ao mesmo tempo em que segurança e velocidade juntas tem uma relação direta, manutenção e luxo também tem. Um carro mais luxuoso, com design detalhado, tem um custo maior que um carro menos luxuoso. Luxo, em detalhes, são sistemas de ar condicionado, GPS, rodas de liga leve, bancos de couro, etc. Esses itens, por serem mais caros e por conta de cada um deles ter que receber sua própria manutenção, encarecem consideravelmente a manutenção de um carro, por melhor que seja seu design.

Carros com menor custo de manutenção: faixa de preço, tipos de carros, e carros usados
Cada faixa de preço tem uma lista de 1 a 3 veículos com uma manutenção mais barata, assim como cada tipo de veículo (utilitário, sedã, coupé, perua, etc) tem também 1 a 3 carros nessa lista. Em alguns casos, até a região onde você mora influencia o custo de manutenção do veículo, porque pode ser necessário viajar para outras cidades afim de encontrar um mecânico especializado no seu veículo, ou você tenha que pedir peças de longe. Essa mesma lista de 3 carros com manutenção mais barata, não precisa ser apenas de carros 0 km. Muito carro usado pode entrar em uma faixa de preço acessível para você, e mesmo com o tempo maior de uso, ter uma manutenção muito mais barata que um carro zero. Esses custos de manutenção, mesmo que o carro seja embarcado com muita tecnologia, precisam ter a análise de um critério essencial: a mecânica do veículo.
carro-quebrado

Como escolher um carro com a melhor mecânica?
Você já deve ter ouvido as pessoas dizerem que os carros japoneses tem a melhor mecânica. Essa informação, apesar de ser passada no boca a boca sem muito filtro, é baseada em análises feitas por revistas especializadas por meses, até anos, dirigindo um mesmo carro e fazendo a manutenção do veículo. Depois desses meses, as revistas especializadas desmontam todas as peças, analisam o desgaste, a situação do veículo, e dão sua nota para o estado de conservação do veículo. Há testes conduzidos pelas montadoras também, mas esses não são muito divulgados para o público. O fato é que, consistentemente, os carros orientais, incluindo os sul coreanos, apresentam os menores custos de manutenção por km rodado ou custo de manutenção por mês.

Funciona assim o cálculo: durante o teste, todas as manutenções, trocas de peças, etc, são anotados, bem como o custo de cada serviço realizado. Após o prazo ou quando o carro atinge X kms rodados, eles pegam o valor total da manutenção e dividem pelo tempo (em meses) que eles ficaram com o carro, ou pela distância percorrida (kms rodados). O valor dá uma imagem realista dos carros com menores custos de manutenção. Então, o custo de manutenção de um carro vira uma referência para melhor mecânica: quanto menor o custo, melhor a mecânica do carro.

Mas e a disponibilidade das peças? E quanto às peças que as revistas comparam para custos dos veículos?
Hoje em dia é muito difícil você não encontrar a peça de um carro de uma grande fabricante. Mesmo os carros importados tem uma ampla disponibilidade de peças. Talvez você tenha que pagar o envio da peça de outro estado para sua cidade, mas não é algo tão difícil de fazer. Portanto, considerar a disponibilidade de peças deve ser um critério na escolha de carros com o menor custo de manutenção apenas para carros mais velhos (mais de 5 anos), ou carros de marcas menos vendidas no mercado. Já quanto ao preço das peças, é uma armadilha para os novatos no mercado de compra de carros. Porque de nada adianta ter um carro com peças baratas se essas peças tem que ser trocadas com muita frequência. Uma peça de boa qualidade, mas que tem que ser trocada com menor frequência, é melhor do que uma peça mais barata e que tem que ser trocada em toda revisão. Portanto, o pacote básico de peças é um bom ponto de referência, mas nunca um critério principal para eleger o carro de melhor manutenção.

Então só posso escolher carros orientais? Claro que não!
Não é isso que dissemos. Existem carros “ocidentais” que tem uma manutenção muito barata e boa. A BMW tem carros com baixo custo de manutenção por conta da durabilidade, os carros populares da Fiat, Chevrolet, e Volkswagen tem uma manutenção mais barata por conta da quantidade de peças paralelas disponíveis e da grande oferta de mão de obra para trabalhar com esses carros. No fim das contas, a melhor mecânica de um carro é um dos principais critérios que vai te ajudar a escolher um bom carro para suas necessidades. É um critério que vai te ajudar a economizar muito dinheiro, e deve ser também a característica de “desempate” entre os veículos que você quer comprar.

Gostou das nossas dicas? Ajudaram vocês a escolher o carro com a melhor mecânica?

Fonte: Carro de Garagem

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Required fields are marked *