main

Universo Gedore

Insertos intercambiáveis e autoajustáveis são o diferencial do Alicate desencapador Gedore

13 de abril de 2017 — by Ferramentas Gedore

Versatilidade. Essa é a palavra que define o Alicate desencapador com insertos intercambiáveis e autoajustáveis. Com corpo em polímero e aço especial, essa ferramenta é ideal para fazer cortes e desencapamentos de cabos, assim como realizar atividades ligadas à elétrica, eletrônica e informática.

Facilmente substituíveis, os insertos permitem maior variabilidade de uso, garantindo com precisão o desencapamento de diferentes tipos de isolamentos, desde PVC até PTFE, com uma única ferramenta.

Além disso, a ferramenta possui empunhadura ergonômica com acionamento sem folga, abertura otimizada, cabeça angular e peso reduzido, assegurando ao usuário uma operação simples e descomplicada.

Detalhes técnicos
Dimensões externas do Alicate: 191 x 123 x 20 mm;

Capacidade de desencapamento:
• 8146-1 Inserto intercambiável na cor preta com lâmina plana: 0,02-10 mm² / AWG 34-8 (para PVC);
• 8146-2 Inserto intercambiável inserto na cor vermelha com lâmina redonda: 4-16 mm² / AWG 10-5
• 8146-3 Inserto intercambiável inserto na cor azul com lâmina em V: PTFE 0,1-4 mm² / AWG 28-12 (para todos os isolamentos);

Capacidade de corte:
• condutor flexível até 10 mm² / AWG 8 e
• condutor rígido até 1,5 mm² / AWG 16.

marco_2017-26

Universo Gedore

Gedore vence Prêmio Interação da Mercedes-Benz

7 de abril de 2017 — by Ferramentas Gedore

Prêmio-Interação1-960x642.jpg

A Gedore foi anunciada como uma das vencedoras na 25ª edição do Prêmio Interação da Mercedes-Benz, na categoria Excelência em Material Indireto/Serviço. A parceria entre as duas gigantes de mercado já dura 22 anos. Agora, a fabricante de ferramentas ganhou destaque pelo trabalho em conjunto realizado em 2016 para unificação das bolsas de ferramentas dos caminhões das linhas Axor, Atron e Atego.

O prêmio reconhece os fornecedores que mais se destacaram em 2016 por sua inovação tecnológica, excelência em custos, qualidade, logística, material indireto e serviços.

“Com apoio dos fornecedores, entregamos produtos ainda melhores e mais adequados às necessidades de clientes no Brasil e em outros países. Agradeço a dedicação e empenho de nossos parceiros em cada projeto”, afirmou o presidente da Mercedes-Benz do Brasil & CEO América Latina Philipp Schiemer ao anunciar os vencedores.

Para o diretor de Compras da Mercedes-Benz do Brasil, Erodes Berbetz, o prêmio tem um significado cada vez mais importante. “Não se trata apenas de um troféu na mesa ou um quadro na parede. Ele efetivamente reconhece o envolvimento e o comprometimento dos nossos fornecedores na busca pelos mesmos padrões de eficiência, qualidade, custos, logística, inovação e outros aspectos.”

O projeto
O projeto vencedor da Gedore teve início em janeiro de 2016. Coordenado por Luis Bertels e Vanderley Rezende, da área comercial, o desenvolvimento teve à frente os profissionais Gilnei Bianchini, da engenharia, e Audrei Batista, também do departamento comercial.

“Trata-se de um projeto de racionalização de kits de ferramentas para os caminhões AXOR, Atego e Atron. Por meio dele, quatro kits de ferramentas foram unificados, gerando uma simplificação na gestão logística do produto em sua linha de montagem”, explica Bertels.

Foram oito meses de trabalho, produção de amostras e protótipos, interação com as áreas de compras e produção, até chegar ao resultado final.  O projeto, segundo Bertels, gerou uma economia de 20% ao ano para a Mercedes-Benz do Brasil.

Universo Gedore

Você sabe de onde surgiu o Martelo?

13 de março de 2017 — by Ferramentas Gedore

O martelo é uma das ferramentas mais básicas, usadas para os mais diversos trabalhos manuais. As origens do martelo vêm lá da Idade Pré-Histórica. Existe uma lenda que atribui sua invenção à Ciniras, primeiro rei de Chipre, inventor lendário das tenazes e da bigorna, que provavelmente foram substituídas pelos martelos de pedra, após o aparecimento do bronze e do ferro. O martelo frequentemente aparece representado em baixos-relevos e vasos pintados. Examinando os martelos que se conservam nos museus, descobrimos que sua forma continua bem parecida com a que os antigos usavam. Outra aparição do martelo na antiguidade era com a adição de correntes, sendo utilizado dessa forma em combate nas guerras antigas, bem como nas Olimpíadas da Grécia antiga, em uma prova de arremesso do martelo, por homens e mulheres guerreiras, fazendo parte do chamado “pentaclo militar grego de Esparta”, que envolvia o uso simultâneo do arco e flecha, do dardo e/ou lança, do disco de bronze (arma branca, de arremesso), do martelo e da esgrima (luta com a espada). O martelo é uma das ferramentas mais primitivas já confeccionadas pelo homem. Achados arqueológicos exibem formas primitivas, em diversos tipos de pedra. Muitas delas trazem já indícios de que era usado algum tipo de cabo, de madeira ou corda, corrente ou elos.

marco_2017-16